Os microplásticos na água que consumimos

Evite calcário na sua máquina de lavar a roupa
Outubro 23, 2019

Sabemos, atualmente, que o plástico é das principais ameaças do nosso planeta. É a principal ameaça dos nossos oceanos e mares, assim como todas as espécies que neles habitam. Esta é uma questão que preocupa os especialistas da área e a população no geral, tendo já começado a luta contra este agente que provoca tanto estragos nos nossos oceanos.

No entanto esta ameaça não se fica apenas no território aquático. Esta contaminação e crescente poluição tem fortes consequências para todo o planeta, seja ao nível dos oceanos, quer a nível das espécies terrestres, dos próprios solos e até do próprio ar que respiramos. O plástico está cada vez mais presente e contamina tudo ao nosso redor, incluindo a água que bebemos e os alimentos que, diariamente, consumimos.

Vários estudos têm vindo a ser feitos com o propósito de avaliar e analisar o impacto do plástico no nosso planeta. Estima-se que haja uma ingestão entre 39.000 e 52.000 partículas de plástico por ano, através dos alimentos e águas que bebemos, isto sem mencionar todas as partículas que inalamos através do ar poluído que respiramos.

Qualidade das águas que ingerimos:

A água é a principal fonte de sobrevivência do planeta Terra assim como das suas espécies. É nesse sentido que este se tem vindo a tornar, ao longo destes últimos anos, um tema tão debatido estudado.

É nesse sentido que surge também a necessidade de falar e alertar para a qualidade da água que utilizamos e ingerimos diariamente. A água que bebemos e com a qual cozinhamos os alimentos, transportar inúmeras impurezas, nomeadamente os microplásticos – pedaços microscópicos de plástico resultantes da degradação de plásticos maiores – e sedimentos. que não são visíveis a “olho nu”, mas que podem alterar e danificar o nosso organismo a longo prazo. Estes danos podem provocar vários défices nos nossos órgão, desenvolvimento de alergias e até doenças graves.

Sabe-se que o corpo humano é constituído maioritariamente por água (70%). Nesse sentido, torna-se imperativo consumirmos água com qualidade, pois esta está intimamente ligada ao bom funcionamento do nosso organismo e dos nossos órgão. 

Microplásticos na água engarrafada

Quando compramos água engarrafada, pensamos que esta se trata de uma água com qualidade superior, livres de elementos prejudiciais para a nossa saúde e bem estar. Mas através de estudos que têm sido realizados, sabemos que isso não é, de todo, verdade.

Sabe-se que, atualmente, há um consumo anual estimado em mais de 70.000 mil partículas de microplásticos na água que consumimos, sendo um número significativamente superior para as pessoas que bebem exclusivamente água engarrafada, cerca de 90.000 partículas por ano. Estes números assustadores foram obtidos através de um estudo feito pela Orb Media, uma organização de jornalismo sem fins lucrativos sediada em Washington. Este estudo teve por base a análise 259 garrafas de água de várias marcas líderes, de diferentes países, sendo eles EUA, China, México e Tailândia. O foco do estudo seria analisar a quantidade de partículas micro plásticas que as pessoas, que bebem água engarrafada, ingerem. Trata-se de uma média de 325 partículas de plástico por litro de água engarrafada.

De acordo com este estudo, a quantidade de plástico detectado nas água engarrafadas chega a ser o dobro da quantidade presente na água da torneira. No entanto, segundo a mesma fonte, 72% da água da torneira, na Europa, contém também microplásticos.

Como forma de combater estes dados assustadores, surge então a necessidade do uso de soluções de tratamento das águas. Este tratamento permite purificar as águas e filtrar as partículas microscópicas de plástico.

Qualidade da água em Portugal:

De acordo com os últimos estudos realizados, a qualidade das águas em Portugal l está de acordo com normas estabelecidas e regulamentadas. Nestas normas é contemplada a particularidade dos terrenos e as características de cada zona do país, pelo que estas normas variam de zona para zona.

No entanto é importante referir o quão importante é tomar medidas de prevenção de controlo das águas ingeridas na sua casa:

  • Utilize a rede pública de abastecimento de água;
  • Filtre a água de forma obter água purificada, completamente livre de produtos químicos e bactérias, sem resíduos e calcário, aproveitando 100% da água pública.

Vantagens do sistema de filtragem da água:

  • Permite obter água purificada;
  • Sistema simples que permite o uso da água de abastecimento da rede pública;
  • Mantém o sabor natural dos alimentos;
  • Melhora a qualidade da água ingerida e consequentemente a sua saúde.